Consumo de ôrganicos

maio 24, 2015

 

Consumo de orgânicos reduz nível de pesticidas no organismo de crianças

 

Revista NA MOCHILA

 Um novo estudo, realizado nos Estados Unidos, sugere que adotar uma dieta com alimentos orgânicos reduz as concentrações de agrotóxicos no organismo infantil. A pesquisa avaliou 40 crianças com idades entre três e seis anos, que tiveram as concentrações de pesticidas na urina medidas durante o período do estudo. Foram 16 dias ao todo, sendo que nos quatro primeiros dias as crianças consumiram alimentos convencionais. Nos sete dias seguintes, os alimentos foram trocados pelos orgânicos e, nos últimos cinco dias, voltaram a ingerir produtos convencionais. Durante o período de alimentação orgânica, vários pesticidas caíram de 25% a 50% em comparação com a fase de dieta convencional.

O estudo associou a dieta orgânica a concentrações reduzidas de metabolitos, compostos formados quando o corpo tenta eliminar os pesticidas. Os metabolitos de dois desses venenos (organofosforados neurotóxicos) caíram de 40% a 49%, enquanto os níveis do herbicida 2,4-D, um dos mais comuns e um possível agente cancerígeno, caiu 25%. Apesar dos resultados, os pesquisadores destacam que o estudo não sugere que todos os vegetais convencionais devam ser evitados, já que são alimentos nutritivos. Contudo, há evidências de que a dieta é uma via de exposição a pesticidas e é possível reduzir essa exposição optando pelos alimentos orgânicos. O excesso de agrotóxicos já foi associado ao maior risco de câncer, distúrbios gastrointestinais e problemas hepáticos.

São considerados orgânicos os alimentos produzidos obedecendo aos princípios de uso responsável do solo, da água, ar e dos demais recursos naturais. “Na agricultura orgânica, é proibido o uso de qualquer tipo de substância química que coloque em risco a saúde humana e o meio ambiente. Não podem ser utilizados fertilizantes sintéticos solúveis, agrotóxicos e transgênicos”, explica a nutricionista Adriana Bassoul. É por isso que escolher essa versão dos vegetais ajuda não só a cuidar da saúde da família, mas também a preservar o meio ambiente. Se interessou pela dieta? Então confira algumas dicas antes de encher o carrinho no mercado:

– Procure identificar na embalagem o selo SISORG (Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica);

– O preço dos orgânicos costuma ser maior, uma vez que é necessário mais cuidado na produção. Por isso, se não quiser substituir todo o cardápio, a dica é trocar os vegetais que mais acumulam agrotóxicos, como morango, pimentão, tomate e batata;

– Produtos de origem animal como carnes e ovos também podem ser orgânicos.